Categorias
Uncategorized

Carta da Backer

Reconhecemos que aconteceu algo lamentável e asseguramos que vamos honrar nossa responsabilidade.

Desde o início do processo, a Cervejaria Backer estabeleceu a mais estrita colaboração com os órgãos de investigação. Instalações, documentos e informações foram prontamente apresentados às autoridades.

A Backer sempre submeteu seus processos de produção à fiscalização dos órgãos responsáveis pela saúde pública. Seguimos todos os protocolos de produção de cerveja em vigor.

O inquérito policial ainda não foi concluído. Como um agente que jamais fez parte da produção foi parar lá? Por que ele foi misturado à cerveja?

Faltam resultados de perícias, provas técnicas, confirmações sobre laudos e muitas outras respostas.

A Backer aguarda o fim da investigação.

Desde o aparecimento do primeiro caso suspeito, atendemos 107 pessoas com dúvidas e solicitações em nossos canais de acolhimento.

Recolhemos os produtos do mercado e pedimos, em coletiva de imprensa, que os clientes evitassem consumir nossa cerveja até que soubéssemos o que ocorreu.

A Justiça só fixou os critérios para o recebimento do auxílio para tratamentos médicos e psicológicos no dia 6 de março.

A Backer se reuniu com famílias que solicitaram ajuda, concluiu acordos e efetuou pagamentos.

A Backer só cresceu e conquistou a confiança dos seus consumidores por causa da qualidade de suas cervejas. Mas ainda somos uma empresa familiar. Nossas receitas são artesanais. Não somos multinacional nem lideramos o mercado.

Nosso maior resultado até hoje foi um lucro anual de R$ 980 mil, em 2018. Já a nova ordem de bloqueio, expedida em 19 de março, é de R$ 50 milhões.

Os valores dos bloqueios de bens solicitados contra a Backer são incompatíveis com a escala do negócio.

Enquanto isso, a fábrica está fechada. O prazo para retirada dos lacres pelas autoridades públicas já expirou.

Cinquenta funcionários foram demitidos. Outros 150 aguardam em casa o chamado para voltar a trabalhar.

Pedimos um voto de confiança. A Backer tem boa-fé.